O portal da Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP (mv&z), lançado no início de 2019, ampliou o acesso de alunos, profissionais e pesquisadores aos artigos publicados pela revista. Antes com um acesso mensal de cerca de 1.500 usuários únicos, o portal registrou 18 mil usuários em único mês após a implantação da versão atualizada da plataforma Open Jornal System (OJS).

O saldo positivo é resultado de uma série de investimentos em ações que visam democratizar o acesso aos conhecimentos disseminados por meio de suas edições, como a indexação em bases internacionais, como o Centre for Agricultural Bioscience International (Cabi), do Reino Unido; a Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento (Redib), da Espanha; e no Sistema Aberto e Integrado de Informação em Agricultura (SABIIA), base nacional vinculada ao Sistema Embrapa de Bibliotecas.

Para conquistar tais indexações, foi necessário que a mv&z atendesse a alguns critérios, como periodicidade e regularidade nas publicações, acesso livre, normatizações e fornecimento de conteúdo em mais de um idioma. Atualmente, a Revista é acessada por pesquisadores de países como Portugal, Estados Unidos, Angola, Colômbia, Moçambique, México, Espanha, Peru, etc.

Em 2019, a Revista também obteve o registro do ISSN (International Standard Serial Number) para a versão digital e iniciou a inserção do identificador de objeto digital (DOI) em todos os artigos publicados desde 1998.

De acordo com o Prof. Dr. Silvio Arruda Vasconcellos, editor científico da publicação, a revista eletrônica é uma contribuição vantajosa aos pesquisadores, não somente por facilitar o acesso às publicações para a comunidade acadêmica e científica, mas também por ser uma forma rápida e confiável de divulgação. “Desta forma, asseguramos mais entradas de artigos para tramitação, permitindo que cada vez mais a Revista esteja ao alcance dos leitores, além de consolidar o nome da mv&z entre as várias publicações da mesma área”, explica o médico-veterinário.