Linfoma multicêntrico canino: uma sinopse sobre os aspectos clinicopatológicos e alterações laboratoriais

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Mariana Ramos Andrade Beraldo
Fernanda L. S. B. Varzim
Lidia Hildebrand Pulz

Resumo

O linfoma é uma neoplasia caracterizada pela proliferação de células linfoides malignas, que pode se desenvolver em qualquer órgão, acometendo inicialmente linfonodos, baço e fígado. Sua causa não é bem elucidada, porém acredita-se na etiologia multifatorial, fatores genéticos, deficiência imunológica e carcinógenos químicos. Existem quatro classificações anatômicas para o linfoma: multicêntrico, alimentar ou digestiva, mediastínico e extranodal, sendo que 80% dos casos em cães são classificados como linfomas multicêntricos. O diagnóstico é baseado em análises citológicas, histológicas e biologia molecular, que auxiliam no estabelecimento do prognóstico do animal considerando o grau de malignidade do linfoma e o tipo celular de origem. Os exames laboratoriais, como os perfis hematológicos e bioquímicos, fornecem dados para o acompanhamento do animal, acometimento e estadiamento da doença. Perante o exposto, constata-se que o linfoma é uma afecção de grande relevância dentre aquelas que acometem cães, portanto, este estudo tem o objetivo de aliar a base teórica frente à apresentação clínica do linfoma, fornecendo o conhecimento das principais alterações descritas para gerar um diagnóstico precoce, estabelecendo uma ponte de sucesso com o clínico e permitindo ao paciente melhor qualidade de vida e sobrevida perante a doença.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Ramos Andrade BeraldoM.; L. S. B. VarzimF.; Hildebrand PulzL. Linfoma multicêntrico canino: uma sinopse sobre os aspectos clinicopatológicos e alterações laboratoriais. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP, v. 18, n. 2, 3 ago. 2020.
Seção
ARTIGOS